sábado, 17 de março de 2012

02:16

E você não está dormindo ainda, Pietra?
Não.
No chão há tinta a óleo, água rais, coturnos, tênis, bolsas.
Tentei acertar os cotonetes no lixo, juro, mas não consegui... foram para o chão, junto com a tinta a óleo, água rais, com os coturnos, tênis e bolsas.
Acho que perdi minha fé. Ou pelo menos não a lembro de tê-la, um dia ter ousado dela.... Ou se a vida me deu uma pausa pra isso.
Indo á caminho da pista, com a van lotada, passamos na frente de uma igreja da cidade. Igreja que fui batizada, que fiz a primeira comunhão e ia as missas aos sábados a noite com a vó Nair.
Bom.... Um menino que se senta á frente, fez o nome do pai e então...
Lembrei de quando fazia isso, passeava naquela praça de bicicleta com os amigos de rua... Me estrupiava naquele bairro.
Onde jogava queimada na rua até tarde, bola, esconde- esconde, pega- pega, boneca, pular corda...
Entrava suja na casa e dormia com o pé encardido.
"Não vó, já tomei banho!"
Não vejo crianças assim hoje.
As crianças de hoje não são assim.
Ou as crianças cresceram.
O tempo anda muito rápido.
O tempo anda intenso.




Espero pelo frio. Eu gosto do frio.
Gosto de sentir o frio entrar pelas narinas e me causar espirros.
Gosto de procrastinar a ida ao banho por que está tudo gelado.
E gosto de fingir que não faz uma hora que estou embaixo do chuveiro quente, para não ter que sair.




Disseram que gostam de mim, mesmo eu usando botas de gnomo, isso deve ser bom, não?


Hoje fiquei por aqui mesmo. Noite de sábado. Eu acordo tarde, e namorado cedo. Melhor não forçarmos o sono. Embora não me importasse muito com acordar 5h pra ir embora.


Esperei a van de hoje que não chegou tão tarde como costume.
O garoto de preto me deu oi, me deu tchau tchau. Abriu um sorriso.
E de fato, a algum tempo, ninguém desconhecido sorria pra mim, sem antes eu abrir um primeiro.


De fato, pessoas decentes ainda existem,
de fato meu sono chegou,
de fato só precisava escrever algo para descarregar a energia de minhas mãos.

Vi um mosquito morrer e, mesmo sendo um mosquito, foi agôniante.

Boa noite.

2 comentários:

  1. Neste, eu ri! ISDHFASDUHA

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk eu seiiiii por que vc riu!

    ResponderExcluir