quarta-feira, 23 de março de 2016

Faz tanto tempo

Nem me lembro quando foi a minha ultima postagem. Só sei que aconteceu tanta coisa.
E mesmo que tenha passado tanto tanto tempo a minha incerteza não sei foi. Por que infelizmente certas coisas não se vão.
Não conclui nenhuma faculdade, é, pois é. Acho que não gosto mesmo de estudar.
Comecei Educação Fisica ano retrasado e parei.
Trabalhava em uma loja, pedi a conta para me aventurar no mundo da tatuagem quando de repente uma surpresa das mais assustadoras! Aconteceu em dezembro de 2014...que descobri que existia um serzinho dentro de mim. Isso, isso mesmo.
Sou mãe.
Mãe da doninha mais linda e dona do meu coração, Florença!
Confesso que no inicio da gravidez não me foi nada confortante. hoje, hoje não vivo sem ela.
Como muitos outros dias do quais escrevi aqui, não estou bem...
Minha cabeça ta abalada. To tão cansada.
Eu amo minha filha sim, mas as vezes detesto a missão de ser mãe.
Eu sinto falta do meu antigo corpo, da minha antiga disposição, tempo, tempo pra mim! Tempo pras minhas coisas.
Sinto falta de ter o meu dinheiro e poder usufruir dele... estar desempregada é complicado. E mais complicado ainda é não arrumar um emprego.
Mas mais complicado que tudo isso é arrumar um emprego e deixar minha gordinha o dia todo na creche.
É tudo tão tão complicado.
Mas embora eu sinta falta das minhas pequenas coisas passadas, não abro mão da minha vida de hoje... ah Florença, como amo a Florença.
O cara que eu namorava, que citei por aqui uma vez, de olhos azuis e cabelos claros, hoje é meu marido.
Ah sim, a melhor pessoa da minha vida.
Mas somos de carne e osso, e também passamos por algumas ondas de vez enquando... tipo, hoje.
Aí me lembrei daqui, de como eu vivia escrevendo aqui. Eu esperava o momento do dia para estar aqui... voltar aqui é uma tremenda nostalgia.
Quantos aqui na frase acima.
A gordinha está dormindo, e de tempo em tempo vou conferir sua temperatura.
7 meses e meio, quase 8, e 3 dentes. Bom, dois dentes e meio.
O maldito de cima, está judiando. Febre febre... pra ajuda-la, uma gripe junto. Nariz escorrendo, tosse.
E eu, bitolada, preocupada com minha petitica.
Aqui.... toda torta na cama.
Do que adianta tomar benegripe? Acho que não vale de nada. Sempre tomo e continuo resfriada.
Estou em estado febril, com aquela dor de cabeça chata de sinusite... aqui, toda torta na cama.
Acho que a gordinha vai acordar, escutei um resmungo.
Do mais... nada, tanta tanta coisa mudou mas não quero escrever. Não hoje, não agora.
Agora eu só queria ... nada. Nem sei o que eu queria... acho que queria um pouco mais de animo.
Queria... relembrar, reviver algumas coisas, rever uma pessoa. Ah pai... que saudades, Celinho.
Boa tarde.,

Um comentário:

  1. PIETRA EU ME CHAMO EDIVAN E EU KERO COMER OTEU COCÔ E LAMBER O TEU CU ENTÃO DEIXE EU LAMBER OTEU CU DEXE NDVMP

    ResponderExcluir